Diagnóstico e prevenção da Tuberculose.

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, que afeta prioritariamente os pulmões, muito embora possa afetar diferentes órgãos do corpo.

Por ser altamente contagiosa é facilmente transmitida pelo ar, saliva ou a partir do contato direto com outros tipos de secreções corporais contaminados.

A forma extrapulmonar, que acomete outros órgãos além do pulmão, ocorre mais frequentemente em pessoas que vivem com o vírus HIV, especialmente aquelas com comprometimento imunológico.

No Brasil, a doença é um sério problema de saúde pública, com profundas raízes sociais. Por ano, são notificados cerca de 70 mil casos novos e ocorrem cerca de 4,5 mil mortes em decorrência da tuberculose.

Principais sintomas

O principal sintoma da tuberculose pulmonar é a tosse na forma seca ou produtiva.

Por isso, é necessário que toda pessoa com tosse por três semanas ou mais, seja investigado para tuberculose.

Existem outros sinais e sintomas que podem estar presentes, como:

  • Febre vespertina
  • Sudorese noturna
  • Emagrecimento
  • Cansaço/fadiga

Tipos de tuberculose extrapulmonar

A tuberculose extrapulmonar ocorre quando a doença atinge outros órgãos do corpo que não sejam os pulmões.

Pleural – Esse tipo atinge uma membrana do pulmão conhecida como pleura. Alguns dos sintomas podem ser, dor na região do tórax, falta de ar e água na membrana pleural.

Ganglionar – Comum nas pessoas com vírus HIV, ela afeta principalmente os gânglios (linfonodos) da região do pescoço

Óssea – Acomete a região da coluna vertebral e pode causar dores na região das costas. Quando não tratada de forma correta, pode causar alterações no sistema neurológico.

Tuberculose urinária – Esse tipo de tuberculose requer cuidados rápidos, para evitar que a situação se agrave e cause insuficiência renal.

Diagnóstico e prevenção

Para o diagnóstico da tuberculose, o exame de imagem utilizado é a radiografia de tórax. 

Existem formas de prevenção, entre elas a vacina BCG que é extremamente importante para prevenir que crianças tenham a forma mais grave da doença como por exemplo, a tuberculose miliar e a tuberculose meníngea. 

O emprego de medidas de controle de infecção também faz parte das ações de prevenção da doença, ou seja, manter ambientes bem ventilados e com entrada de luz solar; proteger a boca ao tossir e evitar aglomerações, são ações necessárias para o controle dessa doença.

Para obter a cura e o tratamento é feito com o uso de medicamentos antibióticos. Entretanto, para que o tratamento seja efetivo, o paciente precisa realizar o tratamento até o final e sem interrupção

Na terapia padrão, o processo leva seis meses, mas o tempo final de tratamento varia de acordo com cada caso.

Ao realizar o tratamento corretamente a pessoa estará curada da tuberculose, o que não impede que haja uma nova infecção. Por isso, manter os espaços ventilados e iluminados e ter boa alimentação são hábitos que devem ser levados para sempre.

Conte com a Mobimagem para realizar seus exames!

Acompanhe nossas redes sociais:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *